Pular para o conteúdo
Início » Desmistificando a terapia: saiba a importância do apoio psicológico

Desmistificando a terapia: saiba a importância do apoio psicológico

Publicidade

Os mais diversos processos terapêuticos ainda contam com uma mistificação por parte da população em geral, independente de seu gênero, idade ou classe social; fazer um acompanhamento psicológico ainda é um grande tabu e precisamos desmistificar tal ação.

Confira no decorrer deste artigo um pouco mais sobre a terapia no geral, seus tipos, e os benefícios e importância de contar com um apoio psicológico em seu dia a dia.

Terapia

Você já se perguntou ou até mesmo é uma daquelas pessoas que tem um “medo” em fazer terapia? Lhe foi ensinado durante a vida que terapia era “coisa de maluco” ou que o psicólogo é só aquele profissional o qual você irá pagar para sentar em sua frente e lhe ouvir durante um período de tempo?

Caso acredite em tais falácias, este é o artigo que irá desmistificar o processo de terapia para você.

O que é terapia

A terapia ou psicoterapia é uma ciência que tem como objetivo trabalhar e tratar questões emocionais através do diálogo, fazendo o uso de diferentes abordagens e conexões com o subconsciente do paciente.

A terapia pode ser feita de forma individual, em grupo ou até mesmo a chamada terapia de casal ou terapia familiar; uma vez em que possui o acompanhamento psicológico você verá mudanças efetivas no seu dia a dia.

Para que serve a terapia?

Diferentes pessoas precisam de diferentes tipos e abordagens de terapia, algumas possuem encontros semanais, outras mensais; porém, o objetivo para todas elas são o mesmo, tratar problemas psicológicos e questões emocionais do paciente, algumas das situações mais trabalhadas por um psicólogo na terapia são: depressão, ansiedade, luto, autoestima baixa, conflitos em relacionamentos, etc.

Além destas situações mais recorrentes, você não precisa necessariamente se encontrar em uma delas para colher os benefícios de um acompanhamento psicológico, pessoas sem um transtorno mental também usufruem da terapia, as vezes você pode passar por uma rotina estressante, está desejando se conhecer melhor ou até mesmo encontrar um propósito para a vida, a terapia também é para você. 

Quais são os tipos de terapia?

Diferentes pessoas com os diferentes objetivos necessitam de diferentes tipos de psicoterapia, cada uma contendo suas próprias características e finalidades, conheça alguns dos principais tipos de terapia e situações em que são indicados.

Psicanálise

Criada por Freud a psicanálise é a terapia na qual o paciente se deita de costas para o terapeuta e possui total liberdade para falar sobre aquilo que está sentindo, o terapeuta faz pequenas objeções e estimula com que o próprio paciente entenda e compreenda o que acontece em sua vida e como o mesmo pode melhorar.

Indicado: É indicado para pessoas com problemas mais crônicos de personalidade ou que estejam na busca de conhecer seu eu interior de forma mais profunda.

Analítico comportamental

Estimula e observa as reações do paciente ligada ao ambiente em que o mesmo está presente; trabalha reforços positivos na tentativa de mudar hábitos e comportamentos nocivos a vida da pessoa.

Indicado: Indicado para quem deseja tratar: ansiedade, depressão, fobia social, dependência química e problemas de aprendizagem.

Cognitivo Comportamental

Tem como principal objetivo eliminar pensamentos e emoções negativas sobre si mesmo, como não conseguir ver as próprias qualidades;

Indicado: Pode ser indicado desde autoestima baixa, ansiedade e até obesidade.

Gestalt terapia

Neste método o paciente é analisado conforme todo o meio que o cerca, família, amigos, trabalho, etc. e as atitudes do paciente nas diferentes relações. O terapeuta da uma liberdade maior para o paciente falar sobre os grupos e presta atenção em seu tom de voz, gestos e expressões para cada situação.

Indicado: Indicado para aqueles que se sentem “estagnados”, sem animo e sem objetivos para com a vida; este tipo de terapia associa tais sentimentos a uma relação maléfica com os ambientes que cercam o paciente.

Observação: Os tipos de terapia citados acima, são apenas algumas sugestões e as mais procuradas pelos pacientes, você pode fazer uma pesquisa mais afundo e tentar encontrar outros métodos que se encaixem em sua situação; também é importante ressaltar que não existe um tipo “certo” de terapia, a maior indicação é encontrar um profissional do qual você se sinta confortável e que saiba adaptar os diferentes métodos em busca de sua melhora.

O melhor terapeuta é aquele com o qual você possui uma melhor afinidade e se sente à vontade para conversar e demonstrar suas maiores fraquezas e medos.

Benefícios da terapia

Caso você esteja com dúvidas ou não esteja convencido de que vale a pena investir num acompanhamento psicológico, então siga com alguns dos maiores benefícios logo abaixo.

  • Melhora e desenvolvimento de inteligência emocional;
  • Redução de hábitos e pensamentos nocivos par a própria vida;
  • Se tornar mais otimista;
  • Superação de situações traumáticas;
  • Ajuda a encontrar um propósito para a vida;
  • Melhora da autoestima;
  • Melhora os relacionamentos a seu redor;
  • Autocontrole.

Qual a diferença entre psicologia e terapia?

Uma das grandes duvidas em relação a acompanhamentos psicológicos é qual a diferença entre psicologia e terapia? Qual a diferença entre um terapeuta e um psicólogo? Bom, primeiramente se é importante citar que ambos são aptos para tratar sua situação e não existe algo que torne um psicólogo ou terapeuta melhor que o outro, ambos existem para lhe auxiliar a superar e encontrar respostas para suas dificuldades emocionais

A principal diferença entre estes profissionais está basicamente em sua formação acadêmica, o psicólogo é aquele que se forma na faculdade de psicologia durante os 5 anos, porém sai sem uma especialização, já um terapeuta é aquele que assim como o psicólogo se forma academicamente, porém possui uma especialização, seja ela sendo na área da psicologia como terapia cognitiva ou fora da psicologia como aromaterapia por exemplo.

Autocontrole emocional

Autocontrole emocional e autoconhecimento são chaves para que seu processo psicológico ocorra da melhor maneira possível e lhe forneça resultados, a partir do momento em que você deseja viver melhor consigo mesmo e possuir um maior controle sobre suas emoções e ações você precisará adotar práticas benéficas em seu dia a dia que irão além da terapia, tais atitudes irão funcionar como um incremento para seu acompanhamento. Confira algumas dicas práticas de como ter um maior controle emocional no seu dia a dia. 

Medite

Pratique a meditação mesmo que por poucos minutos em seu dia a dia, crie um ambiente confortável com entrada de ar e luz natural, uma boa poltrona ou almofada, utilize da aromaterapia com ajuda dos óleos essenciais doterra e tenha o controle sobre sua respiração e pensamentos, fazer o uso da imaginação guiada é uma ótima sugestão.

Reconheça suas emoções e não lute contra as mesmas

entender e saber sentir o que está sentindo no momento é uma forma de ter autocontrole, uma vez em que você reconhece suas emoções está menos propício a agir de forma impulsiva;

Tente agir com um maior uso da razão e menos de forma impulsiva

entendemos que ninguém é racional o tempo inteiro, somos afetados e nossas atitudes são influenciadas, mas sempre que possível, busque pela autodisciplina e uso da razão.

Viu só como a terapia e ter uma vida em paz consigo mesmo não precisa ser uma grande luta em seu dia a dia? Tente dar uma chance para o acompanhamento psicológico e adote medidas benéficas para você em sua vida, a junção de ambos lhe renderão bons frutos.

Rate this post

Deixe um comentário